18/09/2013

MINIATURA: LAMBORGHINI DE OURO CUSTA R$ 18 MILHÕES


Um carro como a Lamborghini Aventador, avaliada em mais de de R$ 3 milhões, não economiza materiais nobres em sua construção: alumínio, fibra de carbono, couro… Mas isso pode não ser o bastante para alguns poucos abonados.
Como sempre tem alguém querendo mais, o engenheiro mecânico Robert Gülpen, da Alemanha, trabalha num projeto para lá de excêntrico: criar uma Lamborghini Aventador recoberta de ouro; esse carro deverá ser leiloado como a miniatura mais cara do mundo. Isso mesmo, uma miniatura, na escala 1/8. O artista vem se dedicando a produzir miniaturas caríssimas nos últimos anos.

 
Para levar essa jóia sobre rodas para a estante de casa será preciso assinar um cheque de pelo menos R$ 18 milhões.
O projeto de Gülpen é absurdo: o carrinho deverá ser esculpido a partir de um bloco maciço com 500 quilos do precioso metal. Para conseguir finalizar sua obra, o engenheiro terá ajuda da própria Lamborghini, que irá fornecer desenhos digitalizados do Aventador, que servirão para o desenvolvimento de um molde de alumínio; depois será feito um modelo de fibra de carbono, este sim revestida de ouro.
Mas o gasto com metais caros não pára na carroceria, pois a Lamborghini terá também os braços de suspensão feitos de ouro maciço, enquanto as rodas serão de platina. No interior, diversos detalhes serão banhados a ouro, e haverá a aplicação pela carroceria de pelo menos 700 diamantes
Gülpen quer não só entrar no Guinness – O Livro dos Recordes, mas também pretende destinar cerca de R$ 1,5 milhão para instituições de caridade do Sri Lanka. Por enquanto, haverá uma promoção da obra em Dubai, claro, onde um modelo feito com materiais mais baratos está em exposição, até que um milionário se interesse e resolva bancar a idéia do engenheiro.
Já existiram algumas poucas Lamborghini de verdade revestidas de ouro, mas nenhuma como a obra de arte de Gülpen. Aqui no Brasil, uma Lamborghini Aventador real custa R$ 3 milhões, equipada com motor 6.5V12 de 700 cv, com câmbio de sete marchas.

fonte: autoetecnica.band.uol.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário