21/09/2013

Mulher grávida de 8 meses assusta pessoas no Facebook com seu treino pesado





 
Para a maioria das mulheres, fazer um treino pesado com 8 meses de gravidez é algo impensado.
Mas não para Lea Anne-Ellison de 35 anos. Ela é uma fisiculturista de Los Angeles que está provando que a gravidez não atrapalha quando o assunto é deixar o corpo em forma.
Nas fotos, postadas em seu Facebook, recebeu mais de 16 mil comentários quando ela apareceu pela primeira vez grávida e segurando pesos em 15 de setembro.
Vários apoiaram seus treinos, incluindo médicos, mas outros ficaram horrorizados com sua atitude: “Isso é realmente revoltante. Espero que as mulheres grávidas ao redor do mundo não façam essa merd...”, comentou Amanda Cinq-Mars, uma de suas seguidoras na rede social.
Outro comentou: “Eu sou um entusiasta do esporte, mas não recomendo para todos. Médicos sugerem para não levantar peso porque você pode descolar sua placenta e causar grandes danos a um bebê prematuro ou até aborto”.
Ellison não é a única mulher grávida a treinar pesado e ganhar as folhas de um jornal. Várias mulheres já mostraram que isso é possível: “Quando digo às pessoas que ainda estou me exercitando, reagem como se eu tivesse falado que estou fumando ou bebendo. Mas o que eu estou fazendo é algo realmente bom para mim e para meu bebê”.


Mulheres grávidas podem fazer treinos pesados?
A resposta vem de Janet Fyle, uma especialista do Royal College: “Ela está muito bem ao longo de toda a gravidez, de modo que não será problema se sempre realizou esses levantamentos de peso. Não acho que isso a fará ter um trabalho de parto prematuro”.

Ela prossegue: “Obviamente não estou aconselhando as mulheres grávidas a levantarem peso se nunca fizeram isso na vida”. Janet ainda completa que os médicos sempre estimulam as grávidas a andarem de bicicleta ou participarem de exercícios, ao ar livre ou em academias.

“Eu não entendo porque as pessoas se assustam porque a mulher não quer parar de fazer exercícios. Isso é bom”, finalizou.
fonte: r7.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário