17/10/2013

Múmia chinesa é encontrada preservada mesmo depois de 300 anos


Uma múmia chinesa foi encontrada, recentemente, por especialistas que ficaram chocados com o estado preservação do corpo. A descoberta foi realizada em Xiangcheng, na província de Henan, na região central do gigante asiático. O corpo ficou preto algumas horas depois de ter sido retirado do seu caixão. A múmia tem cerca de 300 anos e foi encontrada no mesmo local de dois corpos que foram reduzidos a esqueletos. Tudo indica que a múmia era um oficial de alto escalão da Dinastia Qing. Após de abrirem o caixão, os arqueólogos perceberam que o rosto estava intacto, mas depois o mau cheiro ficou extremamente forte. O Dr.Lukas Nickel, especialista na arte chinesa e arqueologia na Universidade de Londres, disse em entrevista ao Daily Mail que esse tipo de preservação foi feito para proteger o corpo. A múmia foi colocada em caixões maciços em uma câmara de túmulo estáveis assim a integridade da estrutura física do corpo pode ser preservada.

Múmia chinesa é encontrada depois de 300 anos

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário