02/11/2013

Mulher vai a salão fazer megahair e cabeleireira implanta cabelo de cadáver em decomposição

Cliente começou a sofrer de dores de cabeça e descobriu que larvas comiam seu couro cabeludo

 
Em busca de um visual diferente, Irene Myangoh foi a um salão de cabeleireiros no Quênia para colocar um megahair, como fazem dezenas de mulheres todos os dias no mundo. Só que, no caso dela, algo saiu muito errado.
Depois de duas semanas como o novo cabelo, Irene começou a sofrer de dores de cabeça que quase a deixaram cega. Ao procurar ajuda médica, veio um diagnóstico terrível: os fios que foram colocados em sua cabeça eram, ao que tudo indica, de um cadáver que já se encontrava em estado de decomposição.
Irene realizou alguns exames que mostraram que havia larvas “comendo” seu couro cabeludo e já chegando ao seu crânio. Segundo explicaram os médicos, o cabelo poderia estar contaminado com ovos de vermes, que eclodiram e começaram a se desenvolver em sua cabeça.
A gerente do salão alegou que não sabia da procedência do cabelo.
— É a primeira vez que algo assim acontece. Estou em choque.
Irene teve que tomar antibióticos por duas semanas para conter uma infecção. 
CK Musau, um cirurgião no hospital de Nairobi, contou ao jornal Daily Mail que atendeu dez casos parecidos nos últimos seis meses. 
— É terrível ver como a mentalidade ocidental influencia a mente das jovens quenianas. Elas deveriam focar em sua beleza africana natural, ao invés de tentar parecer o que não são.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário