01/09/2013

Estados Unidos atacarão a Síria mesmo sem aprovação do Congresso, diz secretário de Estado


Segundo John Kerry, o governo americano tem provas do uso de armas químicas

Centenas de pessoas morreram no ataque químico de 21 de agosto, na Síria 


O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, afirmou neste domingo (1º) que o país atacará a Síria mesmo sem o aval do Congresso, durante entrevista a rede CNN.

Ainda segundo Kerry, evidências mostram que o regime sírio usou gás sarin no ataque químico do dia 21 de agosto, que deixou centenas de mortos.

— Amostras de sangue e cabelo (...) atestaram positivamente para a presença de sarin.

Acusar governo sírio de usar armas químicas é "bobagem", diz presidente russo
Guerra na Síria colocaria as potências militares contra um Exército reduzido pela metade


A prova — que foi recolhida de forma independente das Nações Unidas — reforça o apelo do presidente Barack Obama para a ação militar, disse ele.

O Congresso americano está em recesso até 9 de setembro. Parlamentares republicanos indicaram que o pedido de autorização de Obama seria analisado logo na semana seguinte.



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário